Achados de brechó.

Toda a minha vida, sempre achei que brechó era lugar de coisa velha e cheirando a mofo. Um preconceito horrível. Sei lá se é pelo nome meio estranho, ou é um preconceito cultural, vai saber.
Até que passei a assistir muitos vídeos de achados de brechó, de peças bem tops por sinal, então resolvi: Vou entrar só para ver. Amei!!.

Achados de brechó

Na minha primeira visita, já foi um super achado. Tinha muita coisa legal, peças novas e usadas, de meia, sabonete da Natura a bolsa. Lá, não era aqueles brechós com super peças, e sim, com peças bem baratinhas mesmo, de R$ 2,00 e R$ 10,00. E toda semana chega alguma peça nova.

O BRECHÓ: O motivo pelo qual entrei nesse primeiro, era bem maior. Todas as peças que são vendidas lá vem de doação, e o dinheiro é revertido integralmente para uma ONG muito legal do bairro, que atende a crianças que ficam lá no período oposto ao da escola. Localização: Rua São Bento, bairro Vorstadt, bem ao lado da padaria Della Nonna.

Vamos aos achados. Achei essas duas bolsas da Kipling. E para quem conhece a marca, sabe que esses modelos não custam menos de R$200,00. São bem cara mesmo. Quando vi, nem acreditei, perguntei o preço para moça umas duas vezes e ainda perguntei se estava correto haha. A rosa custou R$ 10,00 e a clarinha R$5,00. As bolsas estão muito boas, inteiras. A clarinha tem uma manchinha, mas por esse preço, tá ótimo. Se eu vou usar? Daí já não sei, mas que realizei um sonho de adolescência, isso sim!!!

Achados de brechó 1

Achados de brechó 2

Achados de brechó 3

Agora que perdi esse preconceito bobo, vou visitar outros de Blumenau. Se pode pagar barato. Por que não né?

Beijos e até a próxima.